Novidades

07.08.2015 -

5 ferramentas indispensáveis de PACS

5 ferramentas indispensáveis de PACS

Para que um clínica radiológica rode, com todos os processos funcionando corretamente, é preciso ter um controle preciso do fluxo de imagens. Utilizando as soluções de PACS é possível facilitar, desde o momento da aquisição de um exame, até a liberação de um laudo para o paciente. Pensando nisso, reunimos neste texto as 5 ferramentas indispensáveis de PACS, para otimizar os processos da sua unidade de saúde. 

1 – Digitalização de documentos médicos

Esta ferramenta é especialmente importante em um tratamento oncológico, por exemplo, ou qualquer patologia que se desenvolva rapidamente. Para que um médico radiologista produza um laudo preciso, é necessário que tenha acesso ao máximo de informações e exames prévios do paciente e, neste sentido, a digitalização de exames é extremamente necessária, especialmente para conseguir um critério de comparação mais preciso. Além disso, a solução de digitalização também pode ajudar a organizar os documentos da própria instituição, otimizando fluxos e evitando glosas.

2 – Captura de imagens no formato DICOM

Com o surgimento de diversas soluções de captura e gestão de imagens médicas, surgiu a necessidade de uma padronização do formato. Por esta necessidade, surgiu o DICOM, ou Digital Imaging and Communications in Medicine, que padronizou o formato de todos os tipos de exame, desde tomografias a ressonâncias magnéticas. Com o PACS Aurora é possível capturar todas as imagens já neste formato, o que facilita muito, caso ela precise ser acessada em outro sistema de PACS, RIS ou HIS. 

3 – Mobilidade: gerencie, distribua e laude de qualquer lugar

Para realizar e laudar um exame é necessário o envolvimento de diversos profissionais de saúde e é imprescindível que o fluxo entre todos esses profissionais seja ágil e preciso, para que o tratamento do paciente possa ser iniciado o quanto antes. Assim, garantir um sistema PACS que permita a distribuição interna e o acesso remoto é primordial para garantir maior produtividade no processo de laudo.

4 – Reconhecimento de Voz

Em casos urgentes, a otimização do tempo pode ser um fator que salva vidas. Uma ferramenta de reconhecimento de voz permite transformar o laudo ditado em um documento transcrito, o que otimiza tempo do médico e evita impressões desnecessárias.

5 – Ferramentas específicas de análise para cada exame e personalização

É comum que algumas clínicas tenham algumas especialidades ou exames mais procurados. Desta forma, ter um sistema de gestão de imagens que permita a inserção de informações personalizadas, que facilite, por exemplo, a medição de órgãos e a densidade de órgãos, otimiza o tempo e facilita todo o processo. Para um clínica especializada em mamografias, por exemplo, a ferramenta deve permitir a navegação com teclas de atalho, facilitando a comparação entre as mamas, possibilitando um zoom específico e personalizar comparações com exames anteriores.

Fonte: Pixeon